Confira aqui algumas publicações e projetos de pesquisa e extensão desenvolvidos por docentes do Curso de Conservação-Restauração:

CEIB – Centro de Estudos da Imaginária Brasileira

logo[1]

Facebook: https://www.facebook.com/centrodeestudosdaimaginariabrasileira

Página Oficial: http://www.ceib.org.br/

Grupos de Discussão

Grupo de discussão ICCROM 2015 Summer School Rome https://www.facebook.com/groups/1612164245727639

Grupo de discussão ICCROM ISTANBUL RISKS 2011 https://www.facebook.com/groups/230828790313236/

Grupo de Pesquisa: ARCHE

logo-arche

Site: http://www.eba.ufmg.br/arche/index.php?option=com_content&view=frontpage

Seminários de Pesquisa: http://www.eba.ufmg.br/sppgrad/index.php

Publicações

Projetos

Restauração do Museu Casa de Padre Toledo (Tiradentes) – CECOR

Alunos do curso de Conservação-Restauração participam do minucioso processo de restauração.

alunos

Site: https://www.ufmg.br/frmfa/museu-padre-toledo/

Projeto Memória do Pão de Santo Antônio

pao

Folder: Clique aqui
Site: https://memoriadopaodesantoantonio.wordpress.com/

Projeto Museu da Lapinha

lapinha2

Site: http://lacicor.eba.ufmg.br/museuarqueologico/

Vídeo: Conservação Preventiva de Acervos de Arte Contemporânea

Disciplina Educação e Patrimônio, Profa. Marilene Corrêa Maia

Alunos da disciplina Educação e Patrimônio – 2012, ministrada pela professora Marilene Maia fazem banners informativos para a Restauração da Matriz Nossa Senhora da Assunção da Lapa de Ravena (próximo a Belo Horizonte). Nos banners entregues à comunidade, foram apresentados os seguintes conteúdos: aspectos históricos, deteriorações dos bens integrados e a respeito do que vem a ser um processo de restauração. 

alunos2

Pôster: Clique Aqui

Projeto de extensão em interface com a pesquisa: Museu Vivo Memória Gráfica

imagem4

Integrado ao Centro Cultural UFMG, o Museu Vivo Memória Gráfica consolidou um espaço de memória que há quatro anos se dedica à pesquisa e à divulgação das artes tradicionais do livro. Sob a forma de uma oficina tipográfica, que abrange um projeto museológico, pedagógico e editorial, ao qual se vinculam as atividades desenvolvidas pela Laboratório de História do Livro, o Museu Vivo abre, cotidianamente, as suas portas para narrar ao visitante o diálogo constituído entre patrimônio material e imaterial.

Site: https://www.ufmg.br/centrocultural/museuvivo.html

Projeto Patrimônio cultural e sustentabilidade

yacy2

Projeto de Mobilidade Docente e Discente direcionado à elaboração de pesquisas conjuntas relacionadas ao campo do Patrimônio Cultural, envolvendo Brasil e Moçambique, por meio do intercâmbio entre cursos de graduação e pós-graduação da UFMG e UEM. No âmbito do Brasil, participam os cursos de graduação em Conservação-Restauração de Bens Culturais Móveis, Artes Visuais e Arquitetura e Urbanismo; no strictu sensu, o Programa de Pós-Graduação em Artes e o Programa de Pós-Graduação em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável. De Moçambique, a instituição parceira é a Universidade Eduardo Mondlane, por meio dos cursos de graduação e programas de pós-graduação da Escola de Comunicação e Artes, Faculdade de Arquitetura e Faculdade de Letras e Ciências Sociais. Esta parceria, além de contar com o apoio do Programa Pró-Mobilidade Internacional (CAPES-AULP), também contará com o apoio do ICCROM – International Centre for the Study of the Preservation and Restoration of Cultural Property -, considerando sua larga experiência em cursos de treinamento e formação; projetos integrados e pesquisas específicas na área do patrimônio cultural. O projeto visa a construção de uma parceria entre as duas universidades para a proposição de um Centro de Conservação-Restauração dos Países de Língua Portuguesa no Continente Africano, aliando as experiências desenvolvidas pelo CECOR no apoio a projetos e a expertise do ICCROM.

Convênio Universidade Eduardo Mondlaine – Moçambique – UFMG – AUL/CAPES – 2014-2016

Participantes:

  • yacy3Graduação:
    Flávio Von Randow (UFMG)
    Heloísa Nascimento (UFMG)
    Ênio Tembe (UEM)
    Valdo de Jesus (UEM)

  • Pós-graduação:
    Ana Martins Panisset
    Martha Maria de Castro e Silva

  • Integrantes:
    Yacy Ara Froner Gonçalves – Coordenador (UFMG)
    Luiz Antônio Cruz Souza – Subcoordenador (UFMG)
    Rita Lages Rodrigues (UFMG)
    Leonardo Barci Castriota Integrante (UFMG)
    Flavio Carsalade Integrante (UFMG)
    Kátia Filipe (UEM)
    Omar Madime (UEM)

  • Financiador(es):
    CAPES

Projeto Protocolos de preservação: acervos científicos arqueológicos cerâmicos

yacy-8

Laboratório de Arqueometria e Preservação em Arqueologia do Centro Especializado em Conservação do Museu de História Natural e Jardim Botânico

Este projeto tem por objetivos: desenvolver pesquisas relacionadas aos protocolos de conservação de acervos arqueológicos e arqueometria, considerando ações integradas entre conservadores, cientistas da conservação e arqueólogos, desde procedimento de campo e laboratório, até sistemas de organização em áreas de Reserva Técnica. O LAPA – Laboratório de Arqueometria e Preservação em Arqueologia do Centro Especializado em Conservação do Museu de História Natural e Jardim Botânico concentra as ações de pesquisa.

Projetos associados: conservação das urnas de Ipanema e Belo Vale

Participantes:

LAPA

  • Graduação:
    Alexandre Costa (bolsa IC-FAPEMIG)
    Maria Luiza (bolsa IC-FAPEMIG)
  • Pós-graduação:
    Martha Maria de Castro e Silva
  • Integrantes:
    Yacy Ara Froner Gonçalves – Coordenador LAPA
    Luiz Antônio Cruz Souza – Subcoordenador LAPA
    Ana Carolina Motta Montalvão (coordenadora para o projeto Urna Belo Vale)
    Willi de Barros Gonçalves
    Alexandre Leão
    Amanda Luzia da Silva
    Vania Rosa (conservadora convidada)
  • Financiamento:
    Gerdau/MPE; FAPEMIG

O acervo em marfim luso-afro-oriental no Brasil: pesquisa introdutória nos acervos de Minas Gerais

Os acervos indo-afro-europeus em marfim no Brasil, com recorte em Minas Gerais, pouco estudados e com escassa documentação de procedência ou origem, é o objeto desta pesquisa. Objetos em marfim, independentemente de se tratar de obras de arte de teor religioso ou laico, como objetos de culto, de adorno, decorativos ou armas, são produzidos pela interpenetração das culturas africanas, asiáticas e portuguesa, manifestas nos seus aspectos formais, iconográficos, plásticos, materiais, técnicos e funcionais. As atividades na pesquisa desenvolvidas têm por objetivo apoiar o projeto apresentado à FAPEMIG como pesquisador mineiro e o projeto The Luso African Ivories: Inventory, Written Sources, and the History of Production, uma parceria entre a UFMG, a Wesleyan UniversityUSA e o Centro de História da Universidade de Lisboa/ FLUL.

  • Convênio com a Universidade de Lisboa – UFMG – “A produção, circulação e utilização de marfins africanos no espaço atlântico entre os séculos XV e XIX” – 2015-2020

Participantes:

foto2

  • Graduação:
    Carolina Almeida (bolsa IC-CNPq);
    Alexandre Costa;
    Débora Guedez
  • Alunos de pós-graduação:
    Thaís Venuto
  • Integrantes:
    Yacy Ara Froner Gonçalves Coordenador
    Luiz Antônio Cruz Souza
    Alexandre Leão
    Alessandra Rosado
    João Cura D’Ars

 

O campo expandido da preservação: gestão de acervos de arte

pedro

Profundas alterações conceituais nos formatos de produção artística, nos registros de produções culturais e nas formas de produções materiais impelem a área da preservação a pensar sua atuação por meio de uma reflexão dilatada. Perante a produção da informação por meio de novas mídias, como o uso do microfilme; da digitalização e da construção de uma rede interativa de informações, como atuar na esfera da preservação dos dados produzidos em torno da criação e da crítica da arte? O objeto desta pesquisa é determinar as demandas estruturais e o programa de necessidades de conservação viáveis à organização de coleções de arte moderna e contemporânea, determinados pelas bases conceituais e mediante as condições materiais, espaciais e gerenciais do acervo. A sistematização conceitual – por meio da documentação – e física – por meio da conservação preventiva – implica na construção de uma identidade ampliada da coleção e, desse modo, viabiliza sua preservação. Associa Teoria da Arte e Protocolos de Conservação a partir da gestão de acervos de artista. O Projeto recebeu recursos da Chamada N.º 80/2013 CNPq/SEC/MinC a partir da proposta “Sistema de informação: protocolos de gestão em Conservação Preventiva de acervos de arte contemporânea”. Atualmente, integra o projeto Concrete Art In Brazil – The Material Of Form: Industrialism And Latin American Avant-Guard – Getty Trust Project Pacific Standard Times – Los Angeles/Latin America – Getty PST LA/LA, coordenado pelo LACICOR.

Participantes:

  • Graduação:
    Eduardo Augusto Silva
    Débora Guedes (Bolsa BAC)
    Danielle Luce Cardoso

  • Doutorado:
    Ana Martins Panisset (bolsista)
    Gabriel Moore Bevilacqua (bolsista)
    Maria Alice Castelo Branco
    Jussara Vitória de Freitas

  • Integrantes:
    Yacy Ara Froner Gonçalves Coordenador
    Arethusa Almeida de Paula
    Luiz Antonio Cruz Souza
    Alexandre Leão
    Tatiana Duarte Pena
    Luciana Bonadio

  • Financiamento:
    CNPq