O CURSO

GRADUAÇÃO EM TEATRO

A vocação do curso é a de contemplar a atitude investigativa e a multiplicidade do trabalho criativo do ator/atriz e do licenciado/a, na articulação dos elementos componentes da linguagem teatral e dos procedimentos pedagógicos de ensino e aprendizagem. Busca-se também atingir o domínio técnico que possibilite trabalhar na abrangência da área teatral e de suas possibilidades de interface com as demais áreas de conhecimento.

A admissão ao curso é feita mediante concorrência pelo SISU e prova de Habilidades Específicas no concurso Vestibular UFMG. Com 40 vagas anuais, distribuídas semestralmente em 20 vagas cada, o Curso de graduação em Teatro da UFMG envolve as modalidades: Bacharelado em Interpretação Teatral (2.430h/a- 162 créditos) e Licenciatura em Teatro (2.295h/a- 201 créditos).

O perfil desejado dos ingressos é constituído pelas habilidades específicas e a demonstração de conhecimento básico de interpretação, além de coordenação de ações vocais e corporais adequadas ao jogo teatral, examinados por banca presencial no concurso Vestibular. Sua análise é orientada por uma ação inclusiva que valoriza os elementos culturais e sociais dos candidatos

Atualmente, a maioria dos participantes do Curso de Graduação são oriundos de cursos livres de teatro ou cursos técnicos de Belo Horizonte. A cidade conta com três cursos técnicos de renome: o TU – Teatro Universitário , que está vinculado à própria UFMG, o curso do CEFART- Centro de Formação Artística e Tecnológica, da Fundação Clóvis Salgado – Palácio das Artes, (Secretaria de Estado de Cultura/MG), e a Escola de Teatro PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica).

Os alunos oriundos de cursos livres também têm ingressado com frequência. Podemos destacar: PlugMinas – Centro de Formação e Experimentação Digital, que desenvolve formação em artes cênicas por meio do Núcleo Valores de Minas (SEED/MG); a Escola Livre de Arte – Arena da Cultura (Secretaria Municipal de Cultura/BH/MG); e o Curso livre de Teatro do Galpão Cine Horto. Estes espaços vêm desempenhando um papel importante na sensibilização de público e na formação livre de novos artistas. Embora este perfil seja visível na comunidade acadêmica de Teatro, há uma diversidade de participantes que inclui pessoas que não se iniciaram em cursos de teatro e egressos de outros campos do conhecimento.

 

CURRÍCULO DO CURSO

Ao iniciar a graduação, no primeiro ano de curso, todos os alunos cursam disciplinas em comum, como improvisação, estudos corporais e técnica vocal. A partir do terceiro período, os alunos optam por se formar bacharéis ou licenciados. Os currículos de ambos os cursos têm como objetivo formar profissionais que possam responder, com competência e criatividade, às exigências específicas de sua área de atuação, contribuindo, também, social e culturalmente, para as demandas do contexto em que se inserem. Os cursos contemplam a pesquisa e a prática das concepções sobre a representação teatral do século XX, a investigação sobre a história e as teorias teatrais, ao lado da práxis artístico-pedagógica dessa arte no processo de ensino/aprendizagem.

O/A bacharel em interpretação teatral vai trabalhar principalmente como ator/atriz em grupos ou elencos de teatro, no audiovisual e no cinema, mas também pode atuar em no teatro empresarial, como gestor/a empresas culturais, organizações não governamentais (ONGs), hospitais, entre outros. Aquela pessoa que optar pela licenciatura poderá trabalhar em salas de aula, lecionando teatro em escolas do ensino fundamental, médio e universitário, como também cursos livres e técnicos. Para isto estão previstas as matérias de pedagogia, ofertadas na Faculdade de Educação/UFMG, e matérias específicas sobre o ensino de teatro, ministradas no próprio curso, que são optativas para o bacharelado. Ao final do percurso acadêmico, que tem duração média de três anos e meio, os alunos realizam montagem de um exercício cênico ao vivo e um artigo, no caso do bacharelado, e a escrita de uma monografia, no caso da licenciatura.

O profissional em formação no Curso de Graduação em Teatro pode transitar por várias áreas de conhecimento, seja por meio dos componentes curriculares optativos, seja em projetos de pesquisa e/ou extensão, pelo sistema integrado de funcionamento das unidades de ensino da UFMG e flexibilização curricular. É também neste contexto que se estimula a Inter/Transdisciplinaridade contemplando a possibilidade da Formação Livre e da Formação Complementar à escolha do estudante.

Curso: Teatro

Modalidade: Presencial

Graus: Licenciatura e Bacharelado

Tempo médio para conclusão: 8 semestres

Vagas: 40 – sendo 20 para cada semestre.

Turno: Diurno

Campus: Pampulha

 

A PROFISSÃO – ÁREA DE ATUAÇÃO

Quem se forma no curso de Teatro está capacitado a entender e praticar o teatro como manifestação cultural fundamental ao ser humano e à sociedade, aliando técnica e expressão artística. Hoje em dia, o teatro é valorizado como conhecimento específico quem tem ampla inserção no mercado, tanto em produção de espetáculos artísticos, como em projetos especiais desenvolvidos por ONG’s, instituições públicas e empresas.

As atividades podem ser realizadas como: ator, atriz, cenógrafo, diretor, figurinista, figurante, dublê, dublador, crítico, professor/a. Na atualidade, as atividades de gestão cultural fazem parte também do escopo de trabalho dos egressos da graduação em Teatro.