Nossa Senhora do Carmo

conservação e restauração de imagem de gesso proveniente da Maison francesa Raffl et cie do final do século XIX

  • Alexandre Mascarenhas
  • Júnia Araújo
Palavras-chave: Gesso, história, escultura, técnica, Carmo

Resumo

Este artigo tem o objetivo de apresentar a metodologia e o processo de conservação e restauração da imagem em gesso de Nossa Senhora do Carmo, proveniente Maison francesa Raffl et Cie, do final do século XIX. A imagem apresenta suporte em gesso (oca por dentro) com policromia de elementos fitomorfos e base de madeira policromada. Ainda que seu estado de conservação não fosse precário, foram observadas perdas pontuais, marcas de abrasão e intervenções usando massa epóxi. A camada pictórica apresentava verniz oxidado, camada de repintura a base de água – provavelmente látex - e purpurina entre outros danos. Vale destacar o Brasil recebeu um expressivo número de imagens sacras em gesso que apresenta erudição técnica similar da imaginária entalhada na madeira com características como o uso de olhos de vidro, policromia ricamente elaborada e douramento. Estas peças fazem parte de acervos de museus, igrejas e conventos. Os estudos nesta área de intervenção ainda são raros, pouco discutidos e valorizados entre os profissionais da área de conservação e restauração de bens móveis e integrados. Portanto, este trabalho pretende mostrar o processo de intervenção e o resultado alcançado; e estimular novas pesquisas.

Biografia do Autor

Alexandre Mascarenhas

Especialista e mestre em restauro de estuque ornamental

Arquiteto-conservador e doutorando pelo NPGAU

Instituto Federal Minas Gerais campus Ouro Preto

Júnia Araújo

Especialista em conservação e restauração de bens culturais móveis

Publicado
2011-01-01
Edição
Seção
CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO