A restauração de uma escultura policromada de Nossa Senhora do Carmo

igreja matriz de Corpus Christi, Vale Vêneto, RS

  • Andréa Lacerda Bachettini
  • Fabiane Rodrigues de Moraes
  • Keli Cristina Scolari
  • Naida Maria Vieira Corrêa
Palavras-chave: Carmo, Vale Vêneto, conservação, restauração

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar o processo de restauração de uma escultura sacra de Nossa Senhora do Carmo, pertencente à Igreja Matriz do Corpus Christ (FIG.1), localizada no distrito de Vale Vêneto, do Município de São João Polêsine, na região da Quarta Colônia Imperial do Estado do Rio Grande do Sul, a 40 quilômetros de Santa Maria - RS. A região da Quarta Colônia foi povoada por imigrantes italianos provenientes no norte da Itália, Vêneto, por volta de 1878. Em 1881, os moradores de Vale Vêneto, que eram muito religiosos conseguiram para a colônia dois padres seculares, oriundos do norte da Itália, para as celebrações religiosas.

Biografia do Autor

Andréa Lacerda Bachettini

Doutoranda e Mestre em História

Especialista em Conservação e Restauro de Bens Culturais Móveis e em Patrimônio Cultural

Professora do Instituto de Ciências Humanas, UFPEL, RS

Fabiane Rodrigues de Moraes

Graduanda e Bolsista PET do Curso de Conservação e Restauro da UFPEL – RS

Keli Cristina Scolari

Mestranda, Especialista em Conservação e Restauro de Bens Culturais Móveis

Conservadora Restauradora de Bens Culturais Móveis da UFPEL

Naida Maria Vieira Corrêa

Especialista em Conservação de Bens Culturais Móveis pela URFJ.

Conservadora e Restauradora de Bens Culturais do Museu Artes do Rio Grande do Sul Ado Malagoli

Restauradora da Restauratus Conservação e Restauração de Bens Móveis Ltda

Porto Alegre, RS

Publicado
2011-01-01
Edição
Seção
MATERIAIS E TÉCNICAS