Proposta

Objetivo:

Os encontros temáticos em Ciência & Conservação têm por objetivo discutir o campo de atuação da Ciência e da Arte no campo da Ciência da Conservação, da Ciência do Patrimônio e da História da Arte Técnica. Os Seminários são dirigidos aos alunos de pós-graduação e de graduação, comunidade externa, educadores, pesquisadores e demais profissionais, considerando o interesse e a formação nas áreas de Artes Visuais, História da Arte, Conservação e Restauração, Arqueologia, Museologia, Ciência da Informação e Gestão Patrimonial.O primeiro evento ocorreu em 2010 e teve por tema “Teoria e Contexto”; em 2011 o eixo temático foi dirigido à “História da Arte Técnica”. Os demais eventos podem ser vistos na aba "eventos anteriores". Capes, CNPq, Fapemig, PRPQ-UFMG, PRPG-UFMG, PROEX-UFMG e DRI têm apoiado, eventualmente, essa ação. Os grupos de pesquisa ARCHE e Lacicor, bem como o Centro de Conservação e Restauração - CECOR - são os promotores, bem como os programas de Pós-Graduação em Artes, Mestrado em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável e Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.

Grupo de Pesquisa Arche

Sediado no Departamento de Artes Plásticas da Escola de Belas Artes da UFMG, o Grupo de Teoria ARCHE tem por objetivo promover pesquisas e atividades acadêmicas baseadas no uso dos procedimentos metodológicos do campo epistemológico em Teoria, Crítica e História da Arte, bem como nas áreas de Ciência da Conservação e Patrimônio Cultural. Por meio do intercâmbio de conhecimento, socialização dos resultados de pesquisas e de reflexões, busca encontrar no campo expandido da arte e da cultura o pensamento contemporâneo que dá sustentação às ideias, bem como às interfaces das relações da teoria e da prática da preservação de memórias e identidades. As linhas de pesquisas são definidas por quatro campos específicos, porém intercambiáveis: Patrimônio Cultural como Arte e Memória: objetos e modos de percepção históricos; História da Arte Técnica; Coleções: protocolos de preservação e percepção conceitual de acervos; Historiografia da Arte e da Ciência da Conservação. Além de pesquisas individuais nos níveis de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado, ARCHE tem por meta desenvolver projetos coletivos comuns. O recorte e o território de abordagem são a interface e a comunicação entre a História da Arte e a Preservação, sem descartar o vínculo com conceitos específicos, investigações compartilhadas e formulações ampliadas.

Público Alvo:

Estudantes de graduação e pós-graduação interessados na área de Patrimônio Cultural; profissionais de arquivos e museus; docentes e pesquisadores da área; agentes culturais e procedentes de cargos da administração pública voltados para a área da cultura.

logos