Iramara

1. Autorretrato 2
Óleo sobre tela
33 x 22 cm
2020
 
2. Autorretrato 3
Óleo sobre tela
33 x 22 cm
2020
 
3. Autorretrato 5
Acrílica sobre tela
33 x 22 cm
2020
 
4. Em-caixar
Acrílica sobre tela
30 x 30 cm
2021

“Graduanda em Artes visuais na habilitação de Licenciatura pela Universidade federal do estado – UFMG. Suas pesquisas se relacionam as questões étnico-raciais e, ganham, em sua produção pictórica, recortes sobre as vivências do feminino por corpos negros no Brasil.
Em seu trabalho pictórico pesquisa a identidade. Através da auto representação busca a reflexão sobre como as identidades de pessoas racializadas foram e continuam sendo forjadas no Brasil, um país com histórico escravagista. Com um recorte de gênero, as reflexões apontam para as vivências de corpos femininos negros nos quais os padrões de feminilidade e beleza se impõem em duplicidade.
Em suas pinturas, uma constante aparição de imagens femininas é representada, onde, algumas destas são copias de representações de obras famosas da história da arte, como a escultura da Vitória de Samotrácia e uma das três graças da pintura de Rubens. Sendo algumas destas representações femininas a própria artista, uma mulher negra, cria-se assim, a incitação de uma reflexão sobre o apagamento, na história geral e, na história da arte, bem como os estereótipos relegados as mulheres negras que remontam a época da colonização e escravidão no Brasil.
A famosa pergunta: “E eu não sou uma mulher? “proferida em um discurso em uma convenção dos Direitos da Mulher, em Ohio, pela abolicionista, escritora e ativista dos direitos da mulher afro-americana Sojourner Truth, dá título à uma série pictórica onde a artista procura entender sua própria identidade. Procurando se reconhecer nas significações de uma boneca Aboyomi representada em um trabalho de pintura, busca por uma identidade que lhe foi negada, pelo apagamento histórico, pela falta de bonecas negras das quais se identifica-se na sua infância, e, assim, vai descobrindo quem é, de onde vem e sobre o que significa ser uma mulher negra no lugar onde nasceu.”

error: Olá ! Favor entrar em contato com a/e/o artista responsável pelo trabalho para solicitar o arquivo desejado.
Skip to content