A artista Efe Godoy participa de bate-papo na Escola de Belas Artes da UFMG

Imagem: Arquivo Efe Godoy

Texto: assessoria NEDEC

Na próxima quarta-feira, dia 30/11, o Grupo de Pesquisa NEDEC – Núcleo de Estudos e Ensino em Desenho Contemporâneo (EBA/UFMG), por meio da linha de pesquisa “Desenho e Hibridismos de Linguagens”, recebe a artista Efe Godoy (@efegodoy) para uma conversa sobre seu processo de investigação artística e formas de atuação no sistema da arte, com mediação do Prof. Dr. Sandro Ka. Com coordenação da Prof. Dra. Camila Moreira, a atividade acontecerá no Auditório da Escola de Belas Artes, das 10h às 12h, com entrada franca, aberta à comunidade acadêmica e público interessado.

Efe é artista visual míope, transvestigenere, com pesquisa sobre hibridismo em suas variadas linguagens (vídeo, desenho, performance) com ênfase em recortes de memórias da infância e fabulações espontâneas. Natural da cidade de Sete Lagoas/MG, a artista vive e trabalha em Belo Horizonte. Passeou pela Escola Guignard UEMG e continua sua formação através de vivências em residências no Brasil e exterior, como Bolsa Pampulha – Belo Horizonte (2015/2016), EAC – Montevideu (2018), Adelina – São Paulo (2018) e, mais recentemente: Hemiencuentro, no INSTITUTO Hemispheric NY University – Cidade do México (2019), mostra Verbo de performance Arte, na Galeria Vermelho – São Paulo e Prêmio Sarp – museu de Ribeirão Preto (2020) e Ruído Blanco – Argentina (2022). Neste ano, foi indicada ao Prêmio Pipa.

Para a atividade, a artista preparou uma apresentação intitulada “Para sonhar imagens de transformação”, que dá nome a sua recente exposição individual, realizada no Palácio das Artes. Segundo Efe, o título foi pensado para nosso encontro/conversa/aula aberta com a proposta de abordar o realismo fantástico e a magia das quimeras, convidando o público a criar seres híbridos e povoar sonhos lúcidos.

nedec convida Efe Godoy
Data: 30 de novembro
Horário: 10h às 12h
Local: Auditório da Escola de Belas Artes/UFMG

Projeto Bordas da Imagem convida Tatiana Altberg para roda de diálogo

Texto: Eduardo Queiroga

A conversa focará na criação de narrativas fotográficas em projetos colaborativos

O Projeto Bordas da Imagem promove, no próximo dia 22 de novembro, às 19h30, a roda de diálogo “Imagens expandidas: projetos colaborativos e a subjetividade do eu”. A conversa contará com a presença da convidada Tatiana Altberg, que falará sobre a criação narrativa em projetos coletivos e individuais, apresentando pontos importantes de seus trabalhos.

A participação é aberta ao público, sem necessidade de inscrição prévia. Acontecerá on-line e ao vivo, no canal do YouTube (youtube.com/@bordasdaimagem), com interação através de perguntas e comentários. A proposta é juntar a prática artística com a reflexão, através de um diálogo aberto e leve, partindo de aspectos observados na obra da artista, como o processo criativo, os variados suportes e suas temáticas.

O encontro faz parte do projeto de extensão Bordas de Imagem, vinculado à Escola de Belas Artes da UFMG, coordenado pelo fotógrafo e professor Eduardo Queiroga. O projeto é formado por um grupo de estudos sobre fotografia, com a integração de pesquisadores da imagem de diversas partes do Brasil, além de uma série de rodas de diálogo que buscam abordar questões contemporâneas da fotografia, partindo de articulações entre o fazer artístico e a pesquisa acadêmica, atravessando fronteiras, contrabandeando ideias, abrindo fissuras entre prática e teoria.

Sobre a convidada:

Tatiana Altberg é artista visual e mestre em Artes pela UERJ. Seu trabalho articula a fotografia com procedimentos de criação narrativa em projetos colaborativos, visando provocar uma reflexão crítica e sensível a respeito de si e do seu entorno, de forma a expandir seus territórios existenciais. Em 2003, junto a Redes da Maré, criou o Mão na Lata, um conjunto de ações coletivas com jovens da comunidade da Maré, que tem participado de exposições, seminários e publicações com os resultados de suas práticas fotográficas. Em 2021 foi editado pela coleção Arte Bra um livro sobre sua trajetória.

Roda de diálogo

Imagens expandidas: projetos colaborativos e a subjetividade do eu

Com Tatiana Altberg

22 de novembro de 2022

19h30

www.youtube.com/@bordasdaimagem

www. bordasdaimagem.wordpress.com

Laboratório de Curadoria de Exposições Bisi Silva convida para participar dos estudos curatoriais:

texto divulgação

O Laboratório de Curadoria de Exposições Bisi Silva convida artistas, profissionais e estudantes interessados pelos mundos da arte para participarem da ação de extensão com foco nos estudos curatoriais, a partir do tema: “Sonhos Cor de Crioula”. O tema será estudado a partir da música “Sonhos Cor de Crioula” do compositor Mateus Aleluia articulado com o pensamento sobre laetitia africana da filósofa Nadia Yala Kisikudi. Serão realizados círculos de cultura partindo dos princípios da copesquisa e da cocriação articulando pesquisa em artes com pesquisa curatorial, mobilizando o encontro de artistas com membros da rede de cooperadores dos mundos da arte.

Aula aberta: Teatro de máscaras Commedia dell’Arte no ensino da Improvisação Cênica

Texto: Bya Braga

A disciplina Oficina de Improvisação I, do Curso de Graduação em Teatro da EBA-UFMG, ministrada pela Profª Bya Braga, oferece uma aula aberta sobre os estudos da improvisação cênica com o teatro de máscaras, em especial o teatro de máscaras italiano Commedia dell’Arte.

Foto: Bya Braga
Foto: Bya Braga

“Por meio desta manifestação teatral de tradição popular do século XVI, estudamos desde as relações entre algumas das figuras mascaradas que ela apresenta (Zani, Arlequim e Pantaleão), fazendo isso de modo crítico e com um olhar para o Brasil e o século XXI, passamos pela compreensão de suas características de aproximação de uma economia da cultura com o fazer artístico cênico, e também refletimos o sentido ampliado de artesania e de ação coletiva que ela traz para estudantes e profissionais do teatro.” (Bya Braga)

Foto: Bya Braga

Nesta aula aberta, serão apresentadas, na frente do Centro Cultural da UFMG situações cênicas de improvisação com máscaras inspiradas na Commedia dell’Arte, realizadas pelos estudantes, com posterior apresentação das máscaras confeccionadas por eles próprios, com orientação de confecção/criação do Técnico Daniel Ducato (Laboratório de Cenotécnica do Departamento de Artes Cênicas da EBA), bem como uma conversa com a professora Bya Braga, o grupo de estudantes da disciplina, o técnico Daniel Ducato e monitores Letícia Alves e Ramon Frank sobre o sentido de se estudar ainda hoje, e no Brasil, este antigo teatro de máscaras.

Aula aberta: Teatro de máscaras Commedia dell’Arte no ensino da Improvisação cênica

Dias: 15/07 (sexta) no Centro Cultural da UFMG

 Horário: 15:30h

Local: Centro Cultural da UFMG – Sala 1 (e no espaço aberto em frente ao prédio)

Vem aí a MOSTRA CAAD 2022 – 18 de julho – 19h

Texto: CAAD

Reserve este momento e venha prestigiar a Mostra de curtas metragens de animação produzidos no curso de graduação em Cinema de Animação e Artes Digitais – CAAD.
A mostra ocorrerá no dia 18 de julho de 2022 às 19:00h no Auditório Álvaro Apocalypse da Escola de Belas Artes da UFMG.
Traga sua máscara e venha prestigiar os filmes produzidos nos anos de 2020, 2021 e 2022.
Programação:
19:00 – Abertura do evento
19:20 – Exibição de Curtas metragens
Desabrochar – Isabella Santana, Julia Vasconcelos
Muda– Isabella Pannain, Arthur Possas., Rafael Assunção., Daniela Rosa, Felipe Junqueira.
Pispsqueak e Pumpernickel– Érika Parreira, Maria Clara
Floresta dos Sussurros– Amanda Lopes, Julia Fumes, Gabriela Miranda, Vitória Lucatto, Rafael T.
1000 Planos 100 din– Anelise Rodrigues, Gabrielle Curi, Samir Felipe.
Cidadão de Bem– Sávio Fernandes, André Souza, Pedro Silva, Eloá Goulart
Peixinho – Gabriel Morais, Edson Germínio, Denito Pereira.
O Mergulho – Coletivo (Filme produzido na disciplina de Animação e Música)
O Autor – Luiz Máximo
Arrepios – Gabriel Barral; Luiza Mello
Rio 2078 – Paulo Eduardo
Enquadro – Yari Delgado; Gabriel Miranda; Lucas Fuziama; Luísa Martins
Ciclo – Isadora Polatscheck; Maruey Coelho; João Garcia; Luna Costa
Queda Livre – Elber Moura; Felipe Ferreira; João Emanuel; Lucas Macedo; Luiz Brito; Maria Alice Sampaio
Projeto de jogo
‘Memo_Horizonte‘ – Beatriz Correia Campos
Nos Vemos lá!!!
Professores do Ateliê de Cinema de Animação.

BORDAS DA IMAGEM – Projeto de extensão em fotografia está com inscrições abertas

Texto: Professor Eduardo Queiroga

Bordas da Imagem é um projeto de extensão da Escola de Belas Artes da UFMG dedicado aos processos criativos na fotografia. É aberto a estudantes, fotógrafas, fotógrafos, pesquisadores e público em geral, mesmo sem vínculo com a universidade. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site bordasdaimagem.wordpress.com. As vagas são limitadas. O foco do projeto são os processos criativos e questões de autoria na fotografia.

O projeto inicia com um grupo de estudo com encontros quinzenais em plataforma online. É preciso que interessados/as tenham acesso à internet para participar das reuniões, que acontecerão de forma remota para possibilitar uma maior diversidade de participantes. A cada encontro, serão abordadas obras fotográficas e teóricas de diversos autores, com o objetivo de debater aspectos relacionados ao processo criativo e estratégias autorais.

O início dos encontros está previsto para o dia 30 de agosto, acontecendo sempre nas terças à tarde (quinzenalmente). Além do grupo de estudo, o projeto prevê a produção de rodas de diálogo envolvendo artistas, fotógrafas e fotógrafos, a partir dos interesses e discussões fomentados pelos encontros quinzenais.

Estudantes matriculados na UFMG também terão a oportunidade de participar da organização do projeto, podendo computar tais atividades como carga horária de extensão. Para os interessados em fotografia (de um modo geral) e em processos criativos, será uma ótima oportunidade para debater sobre esses assuntos, ampliando o repertório de referências artísticas e teóricas, incluindo o contato direto com artistas e suas poéticas. O projeto é coordenado pelo professor Eduardo Queiroga, do Departamento de Fotografia e Cinema.

Bordas da Imagem – projeto de extensão em fotografia (UFMG)
Informações e inscrições: bordasdaimagem.wordpress.com
Vagas limitadas
Contato: queirogaeduardo@ufmg.br

A Belas 65 anos: uma bela história!

UMA PILULA DE MEMÓRIA: Em 5 de abril de 1957 a Congregação da Escola de Arquitetura da então Universidade de Minas Gerais (UMG), reunida por inciativa do professor e arquiteto Sylvio de Vasconcellos, decide criar o Curso de Belas Artes tendo como objetivo contribuir para a formação dos alunos da Arquitetura. Desse modo, o Regimento Interno da Escola de Arquitetura e as deliberações de sua Congregação prevaleceram como norma para suas atividades, contando com os professores arquitetos – Luciano Amédée Péret, Antônio Carlos Edmundo Fontenelle, Francisco Martins Carvalho, Rafaello Berti e Aluísio Ferreira da Silva Lins – também para a formação da comissão que organizou o curso com apoio do então Diretor da Escola de Arquitetura, Prof. Antônio Carlos R. Andrada Sobrinho e sendo designado como diretor do curso o professor arquiteto Martim Francisco Coelho de Andrada.
Compartilhamos, nesta primeira pílula de memória uma linha de tempo que nós ajudará a continuar construindo esse percurso ao longo do ano:

As Informações básicas foram feitas a partir do livro  “Escola de Belas Artes da UFMG, 65 Anos de Ensino-Aprendizagem em Artes” (no prelo), organizado pela pesquisadora Mariana Tavares junto com os professores aposentados Evandro José Lemos da Cunha e Lúcia Gouvêa Pimentel e de levantamentos realizados pela Secretária Geral da EBA, Maria de Lourdes Macedo, para  complementação das informações.

 

 

 

Espetáculo teatral Gold no auditório da Reitoria

Texto: Diretoria de Ação Cultural da UFMG

Foto: Vitor Macedo

Nesta quinta-feira (26) às 17:30 o público terá nova oportunidade de assistir à peça Gold, est reada em março deste ano e produzida pela turma de formandos do Teatro Universitário UFMG (TU). O espetáculo terá exibição pelo projeto Ao Cair da Tarde, pertencente ao Circuito Cultural UFMG, da Diretoria de Ação Cultural da Universidade. A entrada é gratuita e aberta ao público externo no auditório da Reitoria da UFMG (Av. Antônio Carlos, 6.627).

Com elenco formado por formandos do Teatro Universitário da UFMG (Ana Luisa Cosse, Fernando Dornas, Bianca Freire e Victor Velloso), e direção de Tarcísio Ramos, Gold busca instigar no público reflexões importantes sobre o meio ambiente, a humanidade e o futuro do planeta, principalmente após uma crise de grandes proporções como a pandemia de covid-19. Ao questionar se há um futuro possível para a Terra e seus viventes, Gold confronta a beleza, o silêncio, a vida sem hierarquias e a sacralidade da terra com sua exploração, violação e destruição.

Foto: Vitor Macedo


Realização: Diretoria de Ação Cultural da UFMG
www.ufmg.br/cultura

 

 

 

 

Circuito Cultural UFMG apresenta o espetáculo Gold :

26/5 (quinta), às 17h30 | Projeto Ao Cair da Tarde 

Local: Auditório da Reitoria da UFMG (Av. Antônio Carlos, 6627 – Pampulha)
Classificação etária: 16 anos
ENTRADA FRANCA

Seminários Abertos – Ateliê I Desenho “DESENHO: PRÁTICA/PENSAMENTO

Texto: Murilo Caixeta

Alunes do Ateliê de Desenho I convidam a comunidade, interna e externa da UFMG, para participarem de seminários que serão apresentados pela turma.

A realização das apresentações surgiu da demanda de trazer para o contexto físico e reflexivo da EBA, questões próximas ao universo particular de cada alune. Intuito coletivo de fortificar o ambiente de trocas de experiências, de interesses e dúvidas sobre assuntos que tangenciam a produção artística e poética pessoal. Trazemos uma proposta de ampliar as formatações de seminários acadêmicos, imergindo nas peculiaridades do modo de fazer artístico. O desejo é promover a experienciação das formas plurais de produzir conhecimento e de articular pensamentos das Artes Visuais.

Além da reflexão sobre temas caros à experiência artística, uma prática relacionada aos processos que materializam a plasticidade visual será proposta aos visitantes no final de cada seminário. As apresentações acontecerão entre o dia 25/05 e 08/06, no espaço do Ateliê 06 da Escola de Belas Artes da UFMG a partir das 13h.

“Alunos da Escola de Belas Artes Expõem Desenhos Abandonados”

Texto: Thalita Amorim

Os alunos do Ateliê I de Desenho, ao organizar o espaço para a primeira aula pós pandemia, decidem expor desenhos esquecidos ao longo do tempo por colegas que já realizaram o curso.
A mostra foi inaugurada no dia 27 de abril de 2022 no corredor expositivo do Ateliê 06 no terceiro andar da Escola de Belas Artes da UFMG e segue até o dia 27 de junho.
Segundo a aluna Tatiana Assis a experiência foi muito interessante ao sentir-se descobridora de uma espécie de acervo precioso de imagens carregadas de memória que nos remetem a pensar nos autores anônimos dos desenhos. Além da possibilidade de criar novo sentido aos trabalhos de acordo com a escolha dos desenhos a serem expostos. Para Tatiana as obras merecem ser divulgadas para que uma parcela maior da comunidade acadêmica possa conhecê-la.
O professor orientador da ação, Eugênio Paccelli, explica a motivação para a montagem da exposição, a partir do desejo de que os alunos tenham um primeiro contato com o processo de organização de uma mostra, incluindo uma curadoria, a montagem dos trabalhos e a expografia. Além disso, a ação visa preparar os alunos para a montagem da exposição dos próprios trabalhos a serem realizados ao longo da disciplina, ainda no final deste semestre. A exposição conta com a curadoria dos alunos: Ana Maia; André Mesquita; Isabela Lara; Lucca Falieri; Maria Souza; Murilo Caixeta; Tatiana Assis e Vanessa Santos, sob a orientação do Prof. Eugênio Paccelli Horta.